Alunos de Engenharias do Unipam fazem visitas técnicas ao aterro sanitário de Patos de Minas

Recebemos nesta semana, a visita de quatro alunos do Centro Universitário de Patos de Minas, no Aterro Sanitário de Patos de Minas. Os alunos Marcos Vinícius de Deus Braga, e Gabriele Peres Oliveira do curso de Engenharia Civil e as alunas Rayane Kelle Nobre de Carvalho e Larissa Cristina Ribeiro Porto, do curso de Engenharia Ambiental foram conhecer a obra e desenvolver trabalhos acadêmicos.

A visita foi bastante produtiva. As alunas Rayane e Larissa efetuaram o mapeamento dos processos operacionais, levantamento de aspectos e impactos ambientais do processo. O trabalho foi idealizado pelo docente, Me. Daniel Oliveira e Silva responsável pela disciplina de Certificação Ambiental do Curso de Engenharia Ambiental e Sanitária.

A dupla Marcos e Gabriele, efetuou coleta de informações sobre o aterro sanitário de Patos de Minas como objeto do Trabalho de conclusão de curso intitulado: “Aterro sanitário do município de Carmo do Paranaíba: análises dos parâmetros de projeto, execução e operação”, orientado pela professora Me. Nancy Tiemi Isewaki, que permitirá uma classificação dos aterros visitados através de um índice chamado IQR – índice de qualidade de aterros de resíduos.

A visita foi acompanhada pelo engenheiro civil responsável pelo aterro, Esp. Douglas Ribeiro Oliveira, que apresentou todos os procedimentos que envolvem os Resíduos Sólidos Urbanos (RSU) desde a coleta, transporte, pesagem, disposição, além dos demais processos de qualificação, mostrando a importância de uma boa gestão ambiental. Também foi apresentado o funcionamento e planejamento de serviços como movimento de terra, disposição dos RSU, compactação e recobrimento diário, o dimensionamento de taludes e drenos, o monitoramento geotécnico por placas de recalque, a execução de drenos de chorume, de biogás, e de águas pluviais, e as medidas de minimização de impactos ambientais tomadas, como o tratamento do chorume por sistema de lagoas, a queima do biogás convertendo metano em gás carbônico, a drenagem de águas pluviais para fora do maciço de resíduos, entre outras.

Segundo a aluna Rayane Nobre da Eng. Ambiental: “Os processos executados pelo aterro sanitário são bem organizados. Possui um controle rigoroso sobre quem acessa o local e funcionários capacitados e equipados para exercer cada função. A visita ao aterro foi enriquecedora, proporcionando a experiência na prática do que foi aprendido durante a graduação.”

O engenheiro civil Douglas Ribeiro Oliveira salientou: “O aterro sanitário é uma obra complexa e diferente de outras obras de engenharia, na qual se tem preocupações ambientais, financeiras, logísticas, geotécnicas, de saúde, e afins, e é muito relevante para o meio acadêmico por se tratar de uma operação multidisciplinar que permite o contato com inúmeras disciplinas das áreas de saúde e engenharias.”