Os três R´s (erres) do consumo consciente

Reduzir, reutilizar e reciclar. Os três R’s que podem fazer uma enorme diferença para o bolso e para o meio ambiente. O problema é escapar do lugar comum da maneira “moderna” de se viver. Coisas muito simples podem ser feitas para diminuir o impacto ao meio ambiente proveniente de nossas ações, mas simples, o não quer dizer que seja fácil de fazer. O fato é que para isto é necessário conscientização e vontade.

Especialistas, corporações e governos possuem informações de que estamos utilizando muito mais recursos do que a terra pode repor. Além disso, uma grande parte do que compramos, são coisas inúteis, adquiridas muitas vezes por impulso ou pela propaganda que nos induz e que irão para as latas de lixo rapidamente.

Se pararmos para ouvir a opinião dos economistas, uma boa parte nos dirá que esse consumo e esplendoroso, pois traz a aceleração e expansão da economia, o que é bom para o país. Porem é perceptível o quanto as analises econômicas estão levando em conta por quanto tempo uma expansão desenfreada do consumo se sustentará e quais os malefícios no final das contas.

É ai que entram os três R’s do consumo consciente. Talvez alguns já tenham ouvido falar deles, mas, vamos aqui, relembrar para os esquecidos e fazer conhecer aos que ainda não conhecem.

Os três R’s são: Reduzir, Reutilizar e Reciclar.

Parece fácil, não é? Porém não é tão fácil assim. A primeira dificuldade surge logo no primeiro R; Reduzir.

Reduzir

Reduzir significa avaliar tudo que consumimos atualmente, avaliar o que é importante e o que é absolutamente supérfluo e procurar reduzir estes últimos, além de verificar a qualidade do que se compra e se sua quantidade é suficiente ou exagerada.

Não adianta lotar a geladeira de compras, ou por medo de que falte ou por causa da promoção, pois geralmente uma boa parte se estraga e vai para o lixo. Compre em quantidades que você saiba que conseguirá consumir e não faltará nem sobrará. A qualidade dos produtos também é importante, pois, muitas vezes comprar aquele produto em oferta, mas de “origem duvidosa” resulta em desastre, ou porque ele não dura muito ou porque é tão ruim que você se vê obrigado a jogá-lo fora!

Falar então em reduzir significa rever o que é importante para o nosso consumo, sua quantidade e o que é muitas vezes apenas uma maneira de nos impor na sociedade como status. Reduzir será uma das tarefas mais difíceis dos três R’s.

Reutilizar

Lembra daqueles copos de requeijão que acabavam fazendo parte dos utensílios domésticos? Este é um exemplo clássico da reutilização. Reutilizar significa dar um novo uso para as coisas, evitando que estas virem lixo. Reutilizar os potes de margarida como recipientes para congelar alimentos, utilizar canecas rachadas como míni vasos, fazer sacolas utilizando garrafas PET, aproveitar os dois lados das folhas de papel são algumas ideias da reutilização de materiais. Mas quem pensa que reutilizar coisas é algo “démodé” ou brega, está redondamente enganado. Vários ateliês já utilizam o conceito de reutilização para desenvolver novas peças, tanto decorativas quanto utilitárias.

Mas a reutilização não é exclusiva dos materiais e embalagens. A água é outro elemento que deve ser reutilizado. A água que sobra da lavação das roupas, por exemplo, pode ser utilizada para lavar o quintal, a água de lavar os vegetais pode ser reaproveitada para regar o jardim ou os vasos de plantas, e a coleta da água da chuva também pode ser usada para lavar o carro, quintal e regar as plantas. Apenas lembre-se de tampar bem os recipientes a fim de evitar criadouros para o mosquito da dengue.

Reciclar

Finalmente chegamos ao último dos R’s, mas nem por isto o menos importante. Reciclar todo mundo já sabe o que é. Reciclar é a solução para aquilo que não pode ser reutilizado e mesmo dependendo do tipo de material a reciclarem ainda não é a solução.

Mas reciclar envolve uma rede um pouco maior, pois para isto precisamos primeiro de postos de coleta que destinem corretamente o material, depois precisamos da conscientização das pessoas para recolher, separar e levar até os postos o lixo que pode ser reciclável.

Logo chegamos à conclusão que os R´s são conceitos muito importantes, tanto para termos na mente, quanto para exercitarmos. Eles não estão nessa ordem atoa, a ideia é reduzir ao máximo a produção de lixo para evitar a degradação do ambiente. Reduzir, reutilizar e reciclar apesar de serem atitudes voluntárias atualmente, precisa passar a ser atitudes inevitáveis no futuro. A escassez de material para se produzir a poluição do ar e da água-a falta de energia e outros fatores, nos estão levando a um caminho que a muito já havíamos esquecidos, o de que tudo um dia acaba, por maior que seja sua quantidade.