Missão visita países da Europa e veem lixo se transformar energia elétrica

Para nós, a tecnologia é novidade, mas na Europa já é realidade a cerca de 40 anos.

A convite da Raschka Engineering, foi realizada uma missão em países europeus (Polônia, Alemanha e Suíça), com o objetivo de conhecer a tecnologia de geração de energia proveniente da queima de resíduos sólidos urbanos.

Participaram da missão, Dr. César Caetano de Almeida Filho – presidente do CISPAR (Consórcio Público Intermunicipal de Desenvolvimento Sustentável do Alto Paranaíba), que também é prefeito de Carmo do Paranaíba, o Sr. Walter Ferreira Soares – diretor-presidente da Holding KDG, Reges Dias – Plant Manager da Biocal Burntech / Ember Lion e também o Luciano Leite – Gerente de Desenvolvimento e custos da Biocal Burntech / Ember Lion. A Biocal Burntech / Ember Lion é a representante oficial e exclusiva da Raschka Engineering no Brasil.

A Holding KDG, do Grupo Conserbras, propôs uma parceria com os municípios da Região do Alto Paranaíba, para implantar o projeto visto na Europa, em Patos de Minas, anexando à Central Mecanizada de Triagem, que o CISPAR obteve junto ao Governo Federal, que recicla cerca de 8% a 10% do lixo gerado. Com a Usina de Recuperação de Energia, todo o lixo gerado na região, será queimado, transformando lixo em energia.

Segundo o diretor-presidente do Grupo Conserbras, Sr Walter Ferreira Soares, a grande maioria dos municípios brasileiros não contam com aterro sanitário. Hoje, o lixo é um grande problema e este quadro pode ser revertido com o uso de tecnologia, gerando energia elétrica. Tudo isso sem a necessidade de ampliação do aterro sanitário de Patos de Minas e dos demais municípios construírem um aterro.

Em seu discurso na abertura da Semana do Meio Ambiente do Governo do Estado, o presidente do CISPAR, Dr. César Caetano de Almeida Filho, agradeceu o trabalho realizado pelo prefeito de Guimarânia e ex-presidente do CISPAR, Adílio Alex dos Reis e ao atual presidente da AMAPAR e prefeito de Patos de Minas Luís Eduardo Falcão e citou o desafio de equilibrar o desenvolvimento econômico com a preservação do meio ambiente e uma das formas de manter esse equilíbrio, foi visto na Europa. Uma forma de gerar energia elétrica tendo Lixo como matéria prima, que por lá funciona desde 1974. Dr. César pediu aos senhores secretários a possiblidade de apresentar o projeto ao governo do estado.

Confira  algumas fotos: